Médico: Trabalhar autônomo ou abrir um CNPJ?

As clinicas estão em todos os lugares e atendem cada vez mais pessoas, mas você sabe a diferença para o Médico que Trabalha como autônomo ou como PJ?

No entanto, será que as clínicas populares são uma boa oportunidade de negócios para quem quer empreender na área da saúde?

E o Pjotinha, será que, pelo fato de estarem aumentando em número, o seu modelo de negócios é atrativo ou sustentável?

Ou será que vale mais a pena trabalhar como autônomo (CPF)?

Para entendermos qual a forma mais vantajosa de traballhar como Médico: Trabalhar autônomo ou abrir um CNPJ vamos seguir para alguns calculos simples comparando a tributação em ambos os casos

Tributação para Médico autônomo e/ou CLT

médicos e serviços de contabilidade

Para Trabalhar como autônomo na área de saúde você precisa pagar mensalmente seu imposto de renda através do carnê leão onde provavelmente a taxa cobrada será bem alta se o seu faturamento ultrapassar 5 mil reais mensais pois será tributado em 27,5% pela nova tabela do Imposto de Renda 2024 mais o INSS como autônomo que pode ser até 20% do seu faturamento.

Na prática, vamos pegar como exemplo um médico que fatura R$ 10.000,00 por mês como médico autônomo.

Após aplicar as formula e legislação chegamos aos cálculos:

IRPF = R$ 1.559,47

INSS = R$ 1.167,89

Totalizando = R$ 2.727,36

Outro ponto importante é que hoje em dia, a grande maioria dos hospitais está priorizando a contratação de plantonistas via PJ, não mais CLT, pois o custo para o hospital costuma ser maior, além do risco de responder processos trabalhistas.

Tributação para Médico com CNPJ

Médico: Trabalhar autônomo ou abrir um CNPJ? Agora vamos precisar falar também dos custos iniciais de abrir uma empresa.

Para abrir uma clinica se você não dispõe de um valor considerável disponível para o investimento inicial o ideal é abrir com um ou mais sócios para dividir os custos iniciais de equipamento, aluguel, funcionarios, reformas obrigatórias e taxas obrigatórias como bombeiros, alvará etc.

Para abrir um pjotinha (CNPJ individual ou com sócios) você pode alugar uma caixa postal que funciona como um escritório virtual onde você utiliza um endereço disponibilizado por outra empresa, na mc associados, oferecemos esse serviço para nossos clientes com valores que variam de R$ 790,00 a R$ 1.190,00 anual para usar o nosso endereço fiscal na sua empresa, o que já elimina os custos das taxas de bombeiro, alvará, fiscalização sanitária, iptu etc.

Em ambos os casos dependendo do seu faturamento sua carga tributaria pode variar de 6% a 32% mensal sobre o seu faturamento.

Um Pjotinha ou clinica que se enquadra no simples nacional por exemplo tendo uma folha de pagamento de 28% do seu faturamento pode reduzir a sua carga tributaria para 6% Exemplo:

Faturamento de R$ 10.000,00 x 6% = R$ 600,00 (simples nacional)

Folha de pagamento 28% do faturamento = R$ 2.800,00 x 11% INSS = R$ 308,00

Percebeu a diferença tributária que o médico tem quando abre uma empresa médica, a economia tributária é muito grande quando trabalha como pessoa jurídica.

Uma economia tributária de R$ 1.820,00, só pelo fato de abrir uma empresa e trabalhar como pessoa jurídica no regime de faturamento do simples Nacional.

O ideal é buscar uma consultoria contábil especializada em profissionais de saúde para analisar o seu caso e decidir qual o melhor método com base no seu faturamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *